MATO GROSSO

Cine Teatro Cuiabá é palco de espetáculo sobre a ditadura militar em Mato Grosso

Published

on


O Cine Teatro Cuiabá está sendo o palco do espetáculo ”60 Anos Depois”, que conta a história da ditadura militar em Mato Grosso. Com sessões gratuitas, a peça é apresentada todos os sábados e domingos do mês de maio, na sala Anderson Flores, no primeiro piso do equipamento cultural da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).

A retirada de ingresso é gratuita e deve ser feita na bilheteria do Cine Teatro Cuiabá, de quinta a domingo, das 14h às 19h, com sugestão de doação de 2kg de alimentos não perecíveis.

Encenado pelo grupo Cena Onze, o espetáculo ”60 Anos Depois” é uma adaptação do texto original do historiador João Carlos Vicente Ferreira.

A narrativa é feita pelo olhar do professor mato-grossense Waldir Bertúlio, testemunha ocular de fatos que marcaram a época da ditadura militar em Mato Grosso (1964 a 1985), quando poucos tinham conhecimento do que estava ocorrendo de fato.

A peça, que homenageia pessoas que moraram no Estado e lutaram no período militar, é patrocinada pela Secel-MT por meio de emenda parlamentar. A pré-estreia ocorreu no mês de abril, em Cáceres (MT) e, após essa temporada em Cuiabá, irá circular em outros municípios do Estado.

O Cine Teatro Cuiabá recebe também, de sexta (17.05) a domingo (19.05), mostras de dança, que celebram hits musicais que marcaram gerações e de homenagens às mães. As apresentações são realizadas por estúdios de dança particulares. Mais informações da programação no site https://cineteatrocuiaba.org.br/





Comentários
Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

MATO GROSSO

Governo de MT lança licitação para restaurar 39,9 km de rodovia até região turística no Pantanal

Published

on


A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) lançou o processo licitatório para contratação de uma empresa para recuperar o asfalto da MT-370, no município de Poconé.

O investimento previsto para executar a obra é de R$ 17,3 milhões. Serão recuperados 39,95 km da rodovia, entre a área urbana de Poconé e o local conhecido como Porto Cercado, dentro do Pantanal.

A MT-370 é um grande atrativo turístico de Mato Grosso, sendo a principal rodovia asfaltada dentro do Pantanal. Porto Cercado, localizado nas margens do Rio Cuiabá, abriga o Sesc Pantanal, um dos principais hotéis da região.

A rodovia é, inclusive, uma estrada-parque, segundo o decreto 1.475 de 09 de junho de 2020.

A recuperação do asfalto vai fomentar o turismo em Mato Grosso e atender uma das principais demandas da região.

A licitação será realizada no dia 14 de junho de 2024, às 09h, por meio do Sistema de Aquisições da Seplag.

Todas as informações sobre a licitação e os projetos estão disponíveis no site da Sinfra-MT.

Fonte: Governo MT – MT





Comentários
Continue Reading

MATO GROSSO

Chocolate produzido 100% com ingredientes mato-grossenses estará disponível na Feira da Agricultura Familiar

Published

on


Um dos destaques da Feira da Agricultura Familiar e Turismo Rural (FEAFTUR) 2024 será o chocolate Biomas, que é 100% produzido com insumos mato-grossenses, inclusive o cacau, cuja produção tem sido incentivada pelo Programa MT Produtivo Cacau, do Governo de Mato Grosso. O evento, organizado pela Secretaria Estadual de Agricultura Familiar e Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), faz parte da FIT Pantanal, que começa nesta quinta-feira (30.05), no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá.
Receita será apresentada por Thaise em oficina com degustação – Foto: Arquivo pessoal

Na Cozinha Show Rural, atração que contará com performances de oficinas vivas, rápidas e de degustação, a nutrichef Thaise Germano apresentará uma deliciosa receita de torta de cupuaçu com chocolate, destacando a versatilidade e o sabor autêntico do chocolate Biomas.

A nutrichef explicou que todo o açúcar, leite, castanhas e até banana chips usados no chocolate Biomas são produzidos localmente com o compromisso de fortalecer a economia regional, mas também fabricar um produto de alta qualidade, a partir do conhecimento da matéria-prima.

O açúcar utilizado é produzido em Nova Olímpia; o leite em pó pela Cooperativa Agropecuária Mista Terranova (Coopernova), em Terra Nova do Norte; o cacau de várias localidades do Estado, entre elas Alta Floresta, Cotriguaçu e Colniza.

“Até mesmo a embalagem é produzida no Estado, em uma gráfica daqui mesmo. Quando eu vou fazer algum chocolate que tem que inserir alguma castanha, eu utilizo a castanha de Alta Floresta, eu utilizo o Cumaru (ou cumbaru) de Poconé, a banana chips de Nossa Senhora do Livramento, então, assim, acaba girando dentro do Estado. Essa é a proposta do chocolate para valorizar não só os produtores como os nossos biomas”, disse.

Além de valorizar os produtores locais, o Biomas utiliza ingredientes puros, sem essências, aromas artificiais ou gorduras hidrogenadas, oferecendo um produto naturalmente saudável e saboroso.
Interesse pela produção começou com visitas a propriedades produtoras de cacau – Foto: Arquivo pessoal

Thaise começou a estudar sobre a cadeia produtiva do cacau em 2017 e, em visitas a pequenas propriedades no interior do Estado, ela, que já era confeiteira com experiência em gastronomia, descobriu que boa parte do cacau produzido no Mato Grosso era enviado para Rondônia e de lá para as grandes indústrias de beneficiamento. Isso a motivou a começar a produzir chocolate, de maneira sustentável e respeitando todo o processo “Bean to Bar” (do grão à barra).

Então, em 2021, lançou a própria marca de chocolate, com uma minifábrica no Bairro Boa Esperança, na Capital. Apesar de ainda ser uma produção artesanal, Thaise tem planos de transformar o negócio em uma pequena indústria.
Chocolate traz ingredientes que valorizam produção regional e os biomas existentes no Estado – Foto: Chocolate Biomas

Atualmente, a nutrichef produz chocolates para empresas e campanhas específicas, como Natal, Páscoa, Dia dos Namorados e Dia das Mães. Ela foca em datas comerciais e oferece produtos personalizados conforme a necessidade das empresas, com diferentes percentuais de cacau escolhidos pelos clientes. Através das redes sociais, especialmente do Instagram, muitos clientes descobrem e encomendam seus produtos. Todo o atendimento é realizado de forma online, com produção sob demanda e entrega direta ao cliente.

Ela destaca a importância do Programa MT Produtivo, que entregou 260 mil mudas da fruta para produtores familiares nos últimos cinco anos, para o desenvolvimento do cacau no Estado.

“Esse programa é extremamente necessário. Sem ele, com certeza, eu não conseguiria tirar do papel o sonho, que é o sonho da expansão e o sonho de colocar a empresa mesmo em movimento. Então é de extrema importância. A gente consegue ver, por exemplo, que lá na ponta, a gente consegue ver o tanto que o impacto para os produtores é grandioso, assim, faz muita diferença na vida deles e automaticamente vai fazer a diferença com todos ao redor”, pontuou.





Comentários
Continue Reading

MATO GROSSO

Campanha estadual de atualização de rebanho termina na próxima terça-feira (04)

Published

on


Os produtores rurais de Mato Grosso têm até a próxima terça-feira (04.06) para informar ao Instituto de Defesa Agropecuária do Estado (Indea-MT) os dados detalhados dos rebanhos e das propriedades rurais.

A campanha estadual de atualização de teve início no dia 1º de maio, e, até esta segunta-feira (27.05), 80 mil dos 125 mil produtores rurais cadastrados no Indea-MT já haviam realizado a comunicação do estoque de rebanho.

Devem realizar a atualização os produtores de bovinos, bubalinos, suínos, ovinos, caprinos, equinos, muares, asininos, aves, peixes e abelhas. O produtor rural que não informar o quantitativo está sujeito à multa de 27 Unidades de Padrão Fiscal (UPFs), cujo valor monetário atual é de R$ 6.383,00.

A comunicação de rebanho pode ser feita pelo Módulo do Produtor, ou presencialmente em qualquer unidade do Indea ou postos avançados. No site da autarquia, em “Sanidade Animal”, é possível encontrar outras informações sobre a campanha.

Para ter acesso ao módulo do produtor, o interessado deve requerer o cadastro em alguma unidade do Indea e assinar o Termo de Compromisso de Utilização do Sistema Informatizado.

No site, na seção Sanidade Animal – Atendimento não Presencial, é possível acessar o termo. Durante a comunicação, o produtor rural que possui bovinos e bubalinos sob sua responsabilidade poderá, também, registrar a marca a ferro.

O informe de rebanho substituiu a vacinação contra a febre aftosa e serve de base para que o Governo do Estado possa planejar as futuras ações operacionais dos serviços veterinários oficiais, bem como fazer a certificação de origem dos animais.

Na última campanha realizada pelo Indea, em novembro de 2023, foram registrados 126.441 estabelecimentos rurais. Além disso, verificou-se a existência de 34,1 milhões de bovinos, 56,5 milhões de peixes, 33,2 milhões de aves comerciais, 1,6 milhão de suínos tecnificados e 450 mil equinos.





Comentários
Continue Reading

Trending